© Copyright 2019 por 3º Festival Sertão & Diversidade • Criado por Belchior Torres

O Amor que Ousa

dizer o Nome

“O amor que ousa dizer o nome” é o título/temática proposta para a exposição de artes do II Festival de Cinema Sertão & Diversidade, em inspiração no célebre verso de Oscar Wilde “o amor que não ousa dizer o nome”, poeta inglês do período vitoriano, que sofreu perseguição, julgamento, prisão e trabalhos forçados que abalaram sua vida moral, física e psicologicamente levando-o a morte.

 

A temática traduz a ousadia do viver como se é, como se quer, do viver livre, ou da busca por este viver. Do ser o que se é frente a toda opressão e repressão social pautada na padronização dos corpos, sexos, gêneros, identidades, orientações, sexualidades. Viver é, então, um ato de rebeldia, de resistência.

#EXPOSIÇÃO

Vinicius Ribeirinho 

Fortalezense, escritor e artista visual, aluno de pedagogia na UFC, publicou os livros Fúcsias e outros contos, 2011, premiado pela SECULT CE e Charada Azul, 2016, financiado através da plataforma CATARSE. É também autor do zine Memórias do Armário ou o homem subsolo que trata da descoberta da sexualidade na infância e a repressão do desejo/sentimento pela família e escola. Em 2017 produziu e idealizou o zine Lunch or Lust, uma releitura da obra Almoço Nu de William S. Burroughs realizada por artistas visuais de vários países. Ainda no ano de 2017, iniciou as ilustrações do projeto Amar sem ter medo de dizer o nome, cujos desenhos, pinturas e colagens expressam de maneira livre as relações homoafetivas. Em 2018 participou do zine Coisas Dignas de Serem Lembradas - trabalho coletivo em protesto contra a censura da obra homonima de Simone Barreto sofrida pelo Museu da UNIFOR. Em agosto, lançou o zine Minha Nudez Não Será Castigada - um manifesto pela reapropriação do corpo no espaço da cidade – onde contesta a nudez e a hiper-sexualizaçao/criminalização do corpo. Atualmente trabalha como educador social no Projeto Gente Grande, uma iniciativa da ONG O Pequeno Nazareno, voltada para jovens em situação de rua ou vulnerabilidade social.   

#Expositores